quarta-feira, outubro 24, 2007

Nokia e Reuters investem no Jornalismo Móvel

Não basta um smart phone ou outro dispositivo de última geração para captutar, tratar e enviar informações numa cobertura remota. Pensando nisso, a agência de notícias Reuters e a fabricante de celulares Nokia criaram a Mobile Journalism Toolkit, que inclui, além do aparelho da série N95, um teclado portátil, microfone direcional, tripé, uma bateria recarregável Power Monkey, com recarregador solar, e um gerenciador de conteúdo que permite atualizações pelos dispositivos móveis.

Os resultados de algumas coberturas, como da Semana de Moda de Nova York, podem ser vistos no site da Reteurs. A qualidade, como esperado, não é lá grande coisa.

Matt Cowan, repórter da Reuters, em declaração reproduzida pelo blog PDA, do The Guardian, destaca a empolgação dos entrevistados ao serem entrevistados apenas com um celular e como a miniaturização deixa de intimidá-los. Sobre as possíveis aplicações, Cowan faz uma aposta interessante: "It has the potential to capture more everyday life".

Dica do blog Jornalismo Móvel e mr. HRafael.

Atualização 25/10 - Chamar a Nokia de "fabricantes de celular" é como reduzir o Google a um site de buscas. Para entender o que está por trás de uma empresa de equipamentos que se alia a uma agência de notícias, vale ler a reportagem A Nokia quer ser Pop, da revista Época Negócios.

2 comentários:

Antino disse...

Esse equipamento é show de bola, mas deve custar muito caro...

Antino disse...

Esse equipamento é show de bola, mas deve custar muito caro...