quarta-feira, agosto 08, 2007

Pluralização no jornalismo participativo

Marcelo träsel, no blog m a r t e l a d a, divulga a publicação de sua dissertação de mestrado pela UFRGS: A pluralização no webjornalismo participativo: uma análise das intervenções no Wikinews e no Kuro5hin (pdf, 271 páginas).

Li e recomendo.

Primeiro porque é umas das raras pesquisas acadêmicas sobre produção colaborativa na web. O objetivo principal do trabalho foi verificar se a participação do público nas duas plataformas de jornalismo participativo resulta numa pluralização do processo de produção jornalístico.

Os dados finais são muito interessantes: grande parte das contribuições analisadas contribui para um enriquecimento do conteúdo jornalístico, ainda que poucas pessoas sejam responsáveis por boa parte das interferências.

Outro motivo para leitura é a revisão bibliográfica. Chamou-me atenção especialmente o conceito de gatewatching, em oposição à idéia de gatekeeper tradicionamente estudada nas teorias do jornalismo.

Atribuído a Axel Bruns, autor do livro “Gatewatching: Collaborative Online News Production”, gatewatching significa uma mudança na dinâmica de filtros que determinam o que é e o que não é notícia. Se antes os jornalistas trabalhavam como "leões-de-chácara" das informações, determinando o que chegaria ou não até o público, cada vez mais este poder é relativizado por inúmeras pessoas que passam também a atuar como editores, ajudando selecionar conteúdos a partir da imprensa tradicional.

Em sites como Wikinews, aponta Träsel, este processo é especialmente importante, já que grande parte das matérias são baseadas em informações elaboradas por jornalistas, mas a sua reconstrução no ambiente wiki significa um novo e mais democratico processo de edição.

Nenhum comentário: