sexta-feira, dezembro 21, 2007

Fim de ano + férias

Fim de ano é época de fazer tudo o que não foi possível nos 11 meses e meio anteriores.

Dos encontros consecutivos com amigos e colegas às pendências do trabalho, é preciso resolver tudo antes do dia 24.

Fim de ano parece o fim do mundo.

No blog não é diferente. Os vários rascunhos de posts passam a incomodar mais do que o normal. Na onda dos wikis, queria ter escrito sobre

o projeto da enciclopédia do Google, Knols, que, dizem, fará frente à Wikipédia.

a Flapédia, o wiki oficial do Flamengo (seria um ótimo projeto pro centenário do Galo)

a Debatepedia, voltada para debates e deliberações

e tantos outros temas.

Faltou fôlego. Voltaremos a eles, se o mundo não acabar.

______

Hoje é meu primeiro dia de férias.

Isso significa uma distância considerável do computador, principalmente nas três próximas semanas.

A Chapada Diamantina, as praias da Bahia, a biografia do Tim Maia, um clássico de James Joyce, a filosofia por Luc Ferry, uma pilha de quadrinhos e boas horas de sono aguardam-me ansiosos.

Sugestões na Bahia e leituras impressas serão muito bem-vindas.

O NovasM, NMídias volta a qualquer momento.

Ótimo fim de ano para todos.

domingo, dezembro 16, 2007

Livro Jornalismo 2.0, agora em português


Há cinco meses, lamentei aqui a não existência em português de uma manual de sobreviviência para jornalistas na era digital.

Não tardou muito: já está disponível para download a versão traduzida do livro Jornalismo 2.0, Como Sobreviver e Prosperar, (Journalism 2.0: How to Survive and Thrive), do jornalista norte-americano Mark Briggs. A tradução para português é de Carlos Castilho.

A obra é uma edição do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas (Austin) e está em pdf também em inglês e espanhol.

Abaixo o sumário da obra, leitura obrigatório para meus alunos em 2008:

Introdução:
Um mar tranqüilo não faz um bom marinheiro

Capítulo 1:
FTP, MB, RSS, oh!!!!

Capítulo 2:
Web 2.0

Capítulo 3:
Ferramentas e Brinquedos

Capítulo 4:
Novos métodos de Reportagem

Capítulo 5:
Como fazer um Blog

Capítulo 6:
Como fazer reportagens para a Web

Capítulo 7:
Áudio digital e Podcasting

Capítulo 8:
Tirando e Administrando Fotos Digitais

Capítulo 9:
Produzindo Vídeos para Notícias de Atualidade e Variedades

Capítulo 10:
Edição Básica de Vídeo

Capítulo 11:
Escrevendo Roteiros, fazendo Gravações em Off

Epílogo:
Colocando tudo junto

Apêndice:
Roteiro do filme sobre uma família sobrevivente
do furacão Katrina

sexta-feira, dezembro 14, 2007

quarta-feira, dezembro 12, 2007

UGC (na TV Digital, inclusive)

UGC (User Generated Content, ou Conteúdo Gerado por Usuários) é uma sigla que, após a notícia de ontem, certamente será frequentemente citada por aqui nos próximos tempos, já que a Wikipédia é o exemplo de produção colaborativa sem intermediários previamente institucionalizados (jornalistas ou publicitários, por exemplo).

A forte tendência de abrir espaços para o conteúdo produzidos por pessoas comuns (que podem ser tratados como cidadãos engajados, consumidores, engraçacinhos interessados no sucesso viral etc) coincidentemente é a matéria de capa da edição 3 da revista Meio Digital: OU VOCÊ ESTÁ COM ELE, OU ELE ESTARÁ CONTRA VOCÊ. Vale a leitura.

Interessante notar com esta tendência não se limita à web. Uma experência em Santa Catarina incentivou a produção de conteúdo audiovisual por alunos de escolas públicas, responsáveis por todo o processo de gravação, edição e até envio dos arquivos para as emissoras UFSC TV e TV Cultura de Santa Catarina, que veicularam as produções. O projeto Marint aconteceu em 2004, como parte do doutorado do prof. Fernando Crocomo, e recentemente virou o livro TV Digital e produção interativa - a comunidade manda notícias.

terça-feira, dezembro 11, 2007

Boa nova

O trabalho começou no início do ano e a notícia saiu ontem: a partir de 2008 serei um doutorando do Programa de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos na Faculdade de Letras da UFMG.

Sob orientação da profa. Carla Coscarelli, pretendo desenvolver o projeto A Wikipédia como suporte para processos colaborativos de redação e edição de textos - uma versão muito aprofundada do estudo de caso que fiz com o acidente do vôo TAM 3054.

Que venham os longos anos de dedicação (mas antes, férias, por favor...).

sexta-feira, dezembro 07, 2007

Revista sobre Letramento Digital

Atualização: mudaram o endereço da revista, que agora foi publicada na íntegra em .pdf

O número 2 da revista Língua Escrita, editada pelo Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita (Ceale) da UFMG, acaba de ser lançado e tem como tema Letramento Digital.

O especial foi organizado por Carla Coscarelli e Ana Elisa Ribeiro e conta com um artigo de minha autoria: Ler, escrever, editar, comentar, votar... Os desafios do letramento digital na web 2.0

Abaixo a relação de artigos e demais contribuições, todos disponíveis em pdf:

Editorial

Língua Escrita: rumo aos open archives?
Letramento digital: perspectivas de acesso à cultura escrita

Entrevista

José Afonso Furtado - Universidade de Lisboa
Tema: Práticas de leitura e letramento digita

Estudos e pesquisas

Prática de letramento no ambiente digital
Autora: Rossana Delmar de Lima Arcoverde - Universidade Federal de Campina Grande

Cultura escrita impressa e cultura escrita digital: a perspectiva de crianças de camadas médias
Autoras: Mônica Daisy Vieira Araújo - Rede Municipal de Ensino de Contagem/MG; Isabel Cristina Alves da Silva Frade - Universidade Federal de Minas Gerais

Hipertexto: quem ensina o quê?
Autora: Carla Viana Coscarelli - Universidade Federal de Minas Gerais

Letramento digital e formação de professores
Autora: Valeska Virgínia Soares Souza - Universidade Federal de Minas Gerais

Ler, escrever, editar, comentar, voltar...
Os desafios do letramento digital na web 2.0
Autor: Carlos Frederico B. d'Andréa - Centro Universitário UNA / Faculdade de Comunicação e Artes

Instrumentos de ação pedagógica

Competências e habilidades na alfabetização: como construir uma matriz de desempenho para um jogo?
Autoras: Delaine Cafiero e Carla Viana Coscarelli - Universidade Federal de Minas Gerais

Resenhas

A escola e as práticas de leitura e escrita em tempos de internet
Autor: Hércules Tolêdo Corrêa - Centro Universitário de Belo Horizonte
COSCARELLI, Carla Viana e RIBEIRO, Ana Elisa. Letramento digital: aspectos sociais e possibilidades pedagógicas. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

quarta-feira, dezembro 05, 2007

Pós-Graduação em Projetos Editioriais Impressos e Multimídia

Já estão abertas as inscrições para a turma 2008 do curso de pós em Projetos Editoriais Impressos e Multimídia, coordenador por mim e Ana Elisa Ribeiro e oferecido no Centro Universitário UNA, em BH.

O curso é voltado a profissionais interessados em conceber e desenvolver projetos editoriais (jornal, revista, livro e multimídia), em contextos institucionais, sociais, culturais, científicos ou projetos pessoais.

As aulas começam em fevereiro e acontece às quintas, sextas e sábados.

Abaixo a grade curricular.
  • Módulo I: Comunicação e Gestão de Projetos
    Comunicação e Contemporaneidade
    Texto: criação, edição e revisão
    Gestão de Projetos Editoriais
  • Módulo II: Concepção e Desenvolvimento de Projetos para Impresso
    Projetos aplicados ao jornal
    Projetos aplicados à revista
    Projetos aplicados ao livro
  • Módulo III: Concepção e Desenvolvimento de Projetos para Multimídia
    Projetos aplicados a ambientes multimídia (CD, DVD e mídias móveis)
    Projetos aplicados à Internet
  • Módulo IV: Projeto, Legislação e Mercado
    Leis de incentivo à cultura
    Marketing e Relacionamento
    Metodologia Científica
  • Seminários Temáticos
  • Seminários de Projetos

quinta-feira, novembro 29, 2007

(BH) As Relações Públicas no Cenário Social

“Inserção e Diversidade para a Co-Responsabilidade - As Relações Públicas no Cenário Social” é o evento que o Conselho Regional de Relações Públicas está organizando durante todo o dia 04 de dezembro, terça-feira, para comemorar o Dia Nacional das Relações Públicas. As palestras acontecem no INAP - Instituto de Arte e Projeto e é necessário inscrever-se antes pelo site.

Às 19h estarei por lá, ministrando a palestra Tudo e todos conectados: os novos modelos para a comunicação institucional.

(O dia do RP, na verdade, é 02 de dezembro, domingão...)

terça-feira, novembro 27, 2007

(BH) Palestra Ethevaldo Siqueira

O jornalista do jornal Estado de S. Paulo, especializado em comunicação e autor do livro "2015 - Como Viveremos", ministra a palestra de encerramento do I Seminário Mineiro de Recursos Humanos em Tecnologia da Informação, que acontece nesta quinta, 29 de novembro.

As inscrições gratuitas devem ser feitas no site da Assespro.

sexta-feira, novembro 23, 2007

Livros, a última fronteira da convergência?

Cada um em um momento e com intensidades diferentes, a indústria fonográfica, os jornais impressos, as revistas, as emissoras de televisão e rádio, todos foram impactados pela digitalização de seus produtos.

Falta, ou faltava, a última fronteira: o mercado editorial. O lançamento do Kindle, um novo leitor digital de livros, agitou o mercado esta semana. O "ipod dos livros" foi logo considerado um marco na indissociável relação entre publicações e papel.

O produto da Amazon tem uma tela de 6 polegadas (que não brilha com outros displays) e conexão sem fio à internet, permitindo receber, através de assinaturas, o conteúdo de jornais e revistas, além de 300 blogs. Armazena até 200 e-books de um acervo de 90 mil títulos à venda (na Amazon, claro) por US$ 9,99 e, infelizmente, com proteção contra cópia (e não suporta pdf!). Preço não muito convidativo, assim como o do próprio leitor: US$ 399 (links adicionais ao final do post).

O dispositivo mais próximo do Kindle acredito que seja o Reader, da Sony, lançado em 2006. Suas principais desvantagens são não ter acesso direto à internet (os e-books precisam ser baixados em um computador) e a compra apenas pela loja virtual da Connect, certamente menor que a Amazon. Custa US299.99, incluindo o download gratuito de 100 e-books.

O lançamento de um novo dispositivo é sempre uma ótima oportunidade para avaliarmos o presente e especularmos (digo, apontarmos tendências) sobre o futuro do setor.

Engana-se quem acha que o hábito de leitura em telas de qualquer natureza estaria desmotivando os leitores a comprar obras impressas. Pelo contrário: os números aumentaram nos últimos anos. A editora norte-americana Penguin, por exemplo, afirmou recentemente que a internet beneficiou as livrarias, funcionando como ferramenta de marketing, experimentação e aproximação com a próxima geração de leitores (que o diga o exemplo da Cauda Longa editorial no Brasil). Para o executivo John Makinson, "muita coisa está acontecendo na indústria musical que não se repete no setor dos livros. Os consumidores não querem álbuns inteiros, apenas faixas. Mas querem livros inteiros, e não capítulos".

A distribuição P2P chegou, mas não abalou as livrarias. Legiões de leitores scaneam e compartilham livros em sites como o Democratização da Leitura, que tem um "acervo alimentado por centenas de colaboradores em todo o mundo". Lançado em agosto no Reino Unido, o livro “Harry Potter and the Deathly Hallows” em horas já estava disponível para download, no que chegou a ser chamado de napsterização do mercado de livros.

Nem isso parece incomodar, ao menos os autores. Em artigo recente, Nelson Motta afirmou: "meus editores vão ficar de cabelos em pé, mas, por mim, colocava o texto completo de meu novo livro na internet, um mês depois do lançamento, sem medo de ser feliz". Além disso, a internet ajudou jovens escritores a praticarem a escrita, lançarem-se para o público e, depois de algum tempo, ganharem o mercado editorial com obras impressas.

The future of books, reportagem de março de 2007 da revista The Economist, apresenta uma interessante diferenciação entre os genêros literários. A digitalização está trazendo o mesmo impacto para obras de ficção, não-ficção, poemas, enciclopédias? Claramente, não.

Faltariam antes suportes de leitura portáteis adequados às características de um livro? Uma tela tradicional jamais atraiu ninguém para uma leitura prazeirosa. Para se criar um documentos txt e ler num ipod, então, há de se estar muito interessado no tema (e "bem das vistas", como se diz no interior).

Papo para outros (longos) posts.

Leia ainda: The Future of Reading (Newsweek) e E-paper comes alive (Technology Review)

terça-feira, novembro 13, 2007

A importância da banda larga

Há menos de um mês do lançamento da esvaziada TV Digital Terrestre brasileira, Carlos Castilho escreveu que A banda larga é muito mais importante que a TV Digital. A discussão foi levantada porque está prevista para até o dia 12 de dezembro a decisão de se instalar ao menos um terminal de banda larga em todos os municípios brasileiros.

Talvez seja mais fácil afirmar que só existirá efetivamente uma TV Digital com acesso complementar à banda larga. Caso contrário, teremos avanços meramente incrementais, como a alta resolução ou o número de canais, sem a tão falada interatividade, que exige um canal de retorno (a internet parece ser o melhor suporte para essa via de mão dupla).

Para se ter dimensão da importância da conectividade, vale acompanhar o site mantido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, o OECD Broadband Portal (em inglês), que traz dados sobre preços, velocidade de acesso, uso domético e empresarial da banda larga.

Lá é possível saber, por exemplo, que o número de assinantes de banda larga entre os 30 países membros da OECD cresceu 24% entre junho de 2006 e 2007, alcançando 221 milhões de assinaturas, o que significa um índice de 18.8 assinaturas para cada 100 habitantes (fundamental lembrar que uma assinatura, quase sempre, atende mais de uma pessoa). Os EUA lideram disparados, com mais 66 milhões de assinaturas.

No Brasil, a taxa de penetração de banda larga em 2007 está em torno de 3,3% - cresceu 1 ponto no último ano. O serviço de banda larga residencial cresceu 660% no Brasil nos últimos três anos. Segundo André Havro, cresceu o serviço 660% no Brasil nos últimos três anos, mas (como sempre) está concentrado em poucas cidades do país e é viável para uma camada privilegiada economicamente.

Algumas experiências no Brasil são reveladoras. Piraí (RJ) e Parintins (AM) são exemplos de cidade de pequeno porte já beneficiadas pela banda larga sem fio. Entre as grandes cidades, 90% de Belo Horizonte deve ser coberta por redes sem fio no projeto BH Digital.

Atualização em 14/11
a) Governo Federal promete que, até 2010, os 3.570 municípios que ainda não têm conexão banda larga estarão conectados.
b) A cidade de Sud Menuncci, em São Paulo, também oferece conexão wireless gratuita aos seus moradores, avisa Raphael Perret via lista JW.

domingo, novembro 11, 2007

(BH) V Seminários sobre Cibercultura e Convergência Digital

12, 13 e 14 de novembro
9:20 às 11h
Sala Multimeios - Universidade Fumec

Dia 12

Interfaces experimentais homem-máquina: novas possibilidades de comunicação
Marília Bergamo

Narrativas interativas em jogos digitais
Marcos André Kutova


Dia 13

Meta-autores e receptores-participantes na cibernarrativa
Paula Ribeiro

Considerações sobre o objeto tecnológico contemporâneo
Fernando Rabelo


Dia 14

Diversificação das mediações sociais no jornalismo colaborativo
Gabriela Jardim

Digga: a experiência de um site acadêmico sobre Jornalismo Colaborativo
Felipe Torres, Mariana Celle e Ana Paula Condessa

quinta-feira, novembro 08, 2007

Prêmios para projetos e conteúdos de celulares

Atualização: inscrições prorrogadas até 25 de novembro.

Até 19 de novembro estão abertas as inscrições para 3 iniciativas da Telemig Celular, que visa incentivar a produção de conteúdos para celulares.

EDU.MOV oferece prêmios de até R$ 300 mil para projetos educacionais voltados para jovens e através de midias móveis.

Fotos e vídeos produzidos no celular com o tema "Minas Gerais" concorrem ao prêmio de até R$6 mil no IMAGE TAG. Os interessados devem cadastrar-se no site e receberão SMS com tags (palavras-chave) para inspirar as produções.

Games sobre temas livres ou sobre o
Patrimônio Cultural de Minas Gerais podem se inscrever no TELEMIG CELULAR GAMES, que vai distribuir prêmios de até R$ 10 mil.

Dica do Marcelo Sander via WebJornalistasBH.


terça-feira, novembro 06, 2007

Palestra e lançamento F5 - Laboratório de Comunicação Digital


O lançamento do F5 - Laboratório de Comunicação Digital é nesta quinta, 08 de novembro, com a palestra "Saturação midiática: a comunicação digital em busca de novos conteúdos".

O evento, que acontece às 21h no campus Buritis da UNA, conta com a presença de Geane Alzamora (PUC-MG) e Tiago Palhares (Atake - Agência de Comunicação Alternativa).

O evento é aberto ao público e integra a Semana de Comunicação e Artes - Criatividades Curvilíneas.

Mais informações sobre o evento, os convidados e o laboratório no blog f5labdigital.blogspot.com.

Last.fm faz recomendações locais


Não sei se é novidade, mas o fato é que me surpreendi com o e-mail da Last.fm, em português, recomendando, a partir de meu perfil musical, um evento em BH.


Dada a escassez de shows por aqui, há muito eu já sabia deste, mas a divulgação é uma rara iniciativa de uso do cadastro para contatos segmentados.

P.S. - O site do Eletronika enfim está no ar. Passe também pelo MySpace e siga-os no Twitter.

domingo, novembro 04, 2007

(BH) Dia Mundial da Usabilidade 2007

A data é comemorada no dia 08 de novembro e este ano tem programação prevista em cinco cidades brasileiras.

Em BH, acontece a partir das 13h no IEC / PUC Minas, com vários workshops e uma palestra de encerramento de Brian Stone, da Ohio State University.

O link para inscrições será disponibilizado nesta página.

quarta-feira, outubro 31, 2007

A Cauda Longa da TV (via internet)

Juarez Queiroz, diretor do portal Globo.com: apenas 5% do conteúdo do Globo.com geram 80% dos acessos do portal (ponto para a teoria da Cauda Longa). Por questões legais e de audiência, a emissora não pretende apostar em transmissão ao vivo, via web, dos eventos esportivos das TVs aberta e fechada.

Chris Deering, do portal de distribuição de vídeos Jalipo: a revolução da internet é a possibilidade de ter um público menor, com custo mais baixo. “Distribuir conteúdo por satélite tem um custo fixo, não importa para quantas pessoas esse conteúdo seja distribuído. Na Internet, o custo de distribuição é variável”. E coloca em xeque a tese de Queiroz, apontando mercado para o conteúdo ao vivo: “há mais de 10 milhões de fãs de vôlei na Europa, mas virtualmente nenhuma transmissão comercial na televisão”.

Ambos foram palestrantes do Congresso TV 2.0, que acontece em SP.
Mediante cadastro, vale acompanhar a cobertura da Tela Viva.

Leia também o post IPTV x TV Digital.

terça-feira, outubro 30, 2007

(BH) 2º Seminário sobre TV Pública na Era Digital

Nesta quarta-feira, dia 31/10, o evento promovido pela Rede Minas recebe a professora e pesquisadora Regina Mota, da UFMG.

O encontro será das 10h às 13h, na sala Juvenal Dias do Palácio das Artes. Mais informações e inscrições no site da emissora.



Sarkozy: mais um político abandona entrevista

Irritado pelo agendamento de uma entrevista em um dia de agenda apertada, o presidente francês começou xingando publicamente seu assessor de imprensa. Irritado, chamou o evento de “uma estupidez geral”.



Ao ser perguntado pela jornalista Leslie Stahl, do canal CBS, sobre o divórcio com sua ex-mulher, Cecília, levantou-se e foi embora. Restou à jornalista perguntar: "o que nós fizemos?".

O vídeo abaixo, uma edição posterior da própria CBS, não mostra o que ela teria feito; exibe “Sarko, L’Américain”, como é conhecido o presidente, "apelando".



Ainda sobre políticos e jornalistas, leia o post Noticiabilidade discutida ao vivo em Portugal, que mostra o político Santana Lopes reduzando-se a continuar uma entrevista para o canal Sic Notícias após a interrupção para um "ao vivo" com um técnico de futebol.

quarta-feira, outubro 24, 2007

Nokia e Reuters investem no Jornalismo Móvel

Não basta um smart phone ou outro dispositivo de última geração para captutar, tratar e enviar informações numa cobertura remota. Pensando nisso, a agência de notícias Reuters e a fabricante de celulares Nokia criaram a Mobile Journalism Toolkit, que inclui, além do aparelho da série N95, um teclado portátil, microfone direcional, tripé, uma bateria recarregável Power Monkey, com recarregador solar, e um gerenciador de conteúdo que permite atualizações pelos dispositivos móveis.

Os resultados de algumas coberturas, como da Semana de Moda de Nova York, podem ser vistos no site da Reteurs. A qualidade, como esperado, não é lá grande coisa.

Matt Cowan, repórter da Reuters, em declaração reproduzida pelo blog PDA, do The Guardian, destaca a empolgação dos entrevistados ao serem entrevistados apenas com um celular e como a miniaturização deixa de intimidá-los. Sobre as possíveis aplicações, Cowan faz uma aposta interessante: "It has the potential to capture more everyday life".

Dica do blog Jornalismo Móvel e mr. HRafael.

Atualização 25/10 - Chamar a Nokia de "fabricantes de celular" é como reduzir o Google a um site de buscas. Para entender o que está por trás de uma empresa de equipamentos que se alia a uma agência de notícias, vale ler a reportagem A Nokia quer ser Pop, da revista Época Negócios.

terça-feira, outubro 23, 2007

O desafio dos jornalistas é...

Fruto de recentes experiências, eis uma constatação simples: o desafio dos jornalistas neste início de século XXI não é, como ainda se vai ouvindo, o de dominar as ferramentas para uma produção multimédia de conteúdos (...) O desafio actual é a interacção constante com uma audiência activa, com voz audível (a blogosfera é dos principais microfones), frequentemente crítica e, às vezes, escrutinadora do trabalho apresentado.


João Pedro, no blog Engrenagem, argumenta porque.

Numa rápida leitura, concordo, mas acho que as demandas vão além. Um grande desafio, anterior à conversa com o público, é alcançá-lo e ser ouvido por ele. Algumas questões ultrapassam o trabalho individual do jornalista (depende de decisões editoriais e tecnológicas da instituição, por exemplo), mas outras dependem da concepção de notícia e dos critérios de noticiabilidade adotados pelo profissional.

É preciso ser relevante para conquistar a atenção e confiança.
Mas para moldar o tema desta conversa, é claro, conversar com público ajuda, e muito.

O que você acha?


Links for 2007-10-22 [del.icio.us]


sexta-feira, outubro 19, 2007

(BH) Teia 2007 - Oficina Jornalismo Cultural

Nos dias 03 e 04 de novembro, a Oficina de Jornalismo Cultural Independente – TEIA 2007 vai qualificar os integrantes para uma cobertura escrita e audiovisual do encontro nacional dos Pontos de Cultura, que acontece em BH na semana seguinte. Debates e "ativações" compõem a programação (clique na imagem abaixo).

Segundo o site 100canais, a idéia é "realizar uma cobertura com reportagem compartilhada, escrita e em audiovisual, em plataforma pública, com aplicação de software livre e com conteúdos disponibilizados sob licença flexível para permitir novas propostas de compartilhamento no conceito de web 2.0". Esta cobertura acontece em duas vertentes: através dos editores da agência de notícias e de blogs, vlogs e fotologs dos colaboradores.

Os interessados devem pleitear uma vaga através do formulário de inscrição.

quarta-feira, outubro 17, 2007

Web-documentário sobre o Haiti

Bon bagay Haiti (gente boa, em creoule) é um web-documentário sobre a vida de três moradores da favela Cité Soleil, divulga o André Deak. A versão original em flash pode ser vista no site da Agência Brasil, responsável pela produção.

Este tipo de produção tende a se popularizar, principalmente pela simplificação técnica possibilitada por sites como o Slide.com.

A locução e trilha sobre fotos lembram produções já comuns nos EUA, como os compilados no site Interactive Narratives. Vale ainda visitar o blog do Rodrigo Savazoni, que disponibilizou links que um Curso de Informação Interativa preparado por ele.

Que tal ser um analista de comunidades?

Novos postos de trabalhos estão revelando o perfil do comunicador que trabalhará no ambiente web daqui pra frente. Primeiro foi o jornal inglês The Guardian, que anunciou um cargo de gestor de palavras-chave, a ser preenchido por alguém com experiência em Ciência da Informação e projetos editoriais.

Agora é o Estadão quem abre uma vaga pouco comum: analista de comunidades. O contratado, segundo Ana Lucia Araujo (que trabalha lá), deve "promover e monitorar conteúdo gerado por usuários. um trabalho típico de web, mas tb com bastante espaço para quem tem boas idéias e sacadas de pauta".

Seguem as informações completas:

MISSÃO

Contribuir para a coordenação da área de comunidades do Portal;

PRINCIPAIS DESAFIOS

Manter constante o contato entre a equipe do Portal e os líderes de comunidades;

Implantar formas de fomentar a participação de usuários nas comunidades do Portal

Estar atento para relevância dos conteúdos gerados pelas áreas comunitárias e propor sua promoção nas áreas editoriais
Ficar atento aos temas mais candentes e facilitar a aglutinação de usuários que compartilham o mesmo interesse

PRINCIPAIS DIMENSÕES DO CARGO

Inicialmente ajudará a coordenar uma equipe de estagiários.

Será responsável no dia a dia pelo bom andamento das comunidades do Portal, que são fundamentais para o sucesso do projeto.
Será uma interface importante com o usuário do Portal

QUALIDADE TÉCNICA
Agilidade
Criatividade
Percepção aguçada
Jogo de cintura para lidar com o público
Cumprimento das tarefas
Relevância do conteúdo das comunidades
Índice de atualização das comunidades
Conteúdo das comunidades com o mínimo de transgressões às regras do Portal

CONHECIMENTO
Superior completo, em Comunicação

CONTATO

E-mails com CV para: renata.passadore@grupoestado.com.br

colocar no assunto da mensagem ANALISTA DE COMUNIDADES

terça-feira, outubro 16, 2007

A visão dos estudantes 2.0

O que pensam e o que fazem os alunos atuais, usuários intensos de mídias e da web2.0?

O recado dado por eles é um desafio para os professores: entendam e adequem-se à cultura emergente ou continuaremos não nos entendendo.

Novo vídeo produzido pelo grupo de Etnografia Digital da Kansas State University - o mesmo que produziu o já clássico de The Machine is (us)ing us.

Via Tiago Dória Weblog.



segunda-feira, outubro 15, 2007

Blog Action Day e a Coleta Seletiva em BH


É hoje o Blog Action Day (Dia de Ação dos Blogs), que todo dia 15 de outubro procura mobilizar a blogosfera em torno de uma tema. Em 2007, trataremos de "meio ambiente".

Pelo escopo do blog, eu poderia denunciar a quantidade de lixo tecnológico gerado a cada dia, propor uma redução no consumo de energia dos monitores etc, mas prefiro falar sobre a coleta seletiva em BH.

Há pouco mais de um ano "oficializei" minha adesão à coleta seletiva comprando as lixeiras separadas para cada resíduo e me policiando diariamente para separar papel, plástico (como usamos plástico!), vidro e metais.

Não é uma tarefa fácil, principalmente porque não depende só de você. O mais complicado é a entrega do material para os responsáveis pela reciclagem. Em BH são poucos as áreas residenciais em que o caminhão recolhe o lixo (a maioria na regional Centro-Sul).

A opção passa a ser um dos Locais de Entrega Voluntária (LEV) criados pela Prefeitura, que não são muitos e, em alguns casos, ficam às moscas, sem recolhimento periódico, gerando acúmulo de lixo e mau cheiro. Um dos pontos mais nojentos, situado na rua Caratinga, ao lado do Carrefour Bairro, no Anchieta, acabou sendo desativado, para sorte dos moradores e transeuntes.

Para mim não é um grande problema: aproveito o fim de semana, pego o carro, gero um pouco de CO2 e vou até o LEV mais próximo. E quem não tem carro e mora fora das regiões tradicionais da cidade?

Reciclar torna-se um esforço pela coletividade que não compensa o esforço individual.

A cidade que abriga a Asmare, um dos programas de reciclagem mais respeitados no mundo, merece mais (p.s. - inacreditável o site oficial da Associação estar fora do ar!).

Atualização em jan. 2008 - Desde o fim do ano passado, a Coleta Seletiva acontece porta a porta em "mais 30 bairros de BH, atendendo a mais de 130.000 domicílios", inclusive o meu. Aparentemente tem funcionado bem.


Links for 2007-10-14 [del.icio.us]

  • The Structured Web - A Primer
    Among the evolving aspects of the new web are Semantics, Attention (Implicit Behavior) and Personalization. Regardless of what we are decide to call this next web, the information in it is going to be more meaningful, more automatic, and more tailored to

sexta-feira, outubro 12, 2007

Links for 2007-10-11 [del.icio.us]

  • Mobile Active 2007 Conference - Home Page
    MobileActive07 convenes people from all over the world using mobile phones in their social change work. MobileActive07 is held at MobileFest, the world's foremost mobile art and culture festival. MobileFest is hosting MobileActive07 in Sao Paulo, November

quarta-feira, outubro 10, 2007

Clicky, estatísticas a la web2.0

Estou há uma semana usando um novo serviço de monitoramento das visitas ao blog e já posso afirmar: o Clicky é simplesmente sensacional.

Alguns motivos:

- A interface é totalmente intuitiva, muito mais simples que todos que conheço, inclusive o Google Analytics. Comparar com Webtrends e afins, nem pensar: o Clicky é uma solução limitada mas plenamente satisfatória para blogs e sites de pequeno porte.


- Permite acompanhar não apenas o número de visitas, tempo de permanência, ip, browser, resolução de tela, sistema operacional etc, mas ainda as ações do usuário, isto é, se ele clicou em alguns dos links indicados no site ou baixou algum arquivo.

- É possível receber via RSS o total de visitas por dia, as buscas que culminaram em page views, de que links externos seus visitantes chegam e em que cidade eles estão.

- Se seu RSS é gerado via FeedBurner, é possível monitorar quantas pessoas leram o blog diariamente através do feed.

Os poréns:

- Um bug aparente é na indicação de alguns pontos no Google Maps. Este blog estaria recebendo, por exemplo, constantes visitas de algum residente em algum lugar entre as cidades de Guarantá do Norte e Peixoto de Azevedo, no Mato Grosso (tem alguém aí dessa região?). No mapa geral, o ponto não aparece.

- O serviço é gratuito para até 1.000 pageviews/dia.

- Não tem um dos serviços mais interessantes do Google Analytics, a possibilidade de acompanhar a conversão de visitantes, isto é, se o usuário efetuou os cliques esperados para, por exemplo, efetuar uma compra. No caso de um blog, é um recurso pouco relevante, já que habitualmente não há conversões mais complexas a serem feitas.

- É viciante.

Foto: Lapinha da Serra


Paredão que cerca a Lapinha, upload feito originalmente por carlosdand.

Adiantei o feriado de 12 de outubro e fui atrás de umas da mais comentadas vilas da Serra do Cipó: Lapinha da Serra.

Nesta foto, o paredão que cerca a vila, sem as inúmeras quedas d'água, já que há mais de dois meses não chove na região.

Veja outras no Flickr.

sexta-feira, outubro 05, 2007

BlogCampMG em novembro


O BlogCampMG acontece nos dias 17 e 18 de novembro, no espaço Oi Futuro (av. Afonso Pena, 4001). Os interessados devem se inscrever via internet, já que as vagas (e o espaço) são limitados. Enquanto isso, participe da lista de discussão BlogCampBH e ajude a atualizar o wiki sobre o evento.

O Blogcamp é uma "desconferência" no modelo Barcamp adotado em vários países, o que significa que não há palestrantes ou temas pré-definidos para debate. As pessoas se encontram no data marcada, organizam-se em grupos de interesse e conversam sobre o tema escolhido (e evidentemente, registram tudo em fotos, vídeos, posts, microposts etc).

No Brasil, aconteceu em São Paulo e Florianópolis e ainda este ano deve rolar também no Rio, Fortaleza e Curitiba.

quinta-feira, outubro 04, 2007

(BH) Palestra Democracia Digital

O professor Wilson Gomes (UFBA) ministra a palestra Legislativos Online e os Requisitos da Democracia Digital no dia 15 de outubro, às 19h, no auditório da Escola do Legislativo (Av. Olegário Maciel, 2.161).

A partir do modelo de democracia participativa, será apresentado um estudo comparativo de parlamentos online de dez países. Público externo pode inscrever-se até 10 de outubro pelo e-mail escola.eventos@almg.gov.br

quarta-feira, outubro 03, 2007

Faltam 2 meses para a TV Digital...

... e a emissoras de TV e fabricantes de equipamentos anunciam para esta quarta, dia 03, a estréia de uma campanha divulgando para o grande público o início das transmissões, prevista para 02 de dezembro em São Paulo. Ironicamente, está disponível no YouTube num versão bem low definition, gravada de um monitor:



O DTV, site oficial da indústria de radiodifusão, procura esclarecer dúvidas técnicas e conceituais.

As funcionalidades e os preços do set-top box (conversor que adapta o sinal digital a aparelhos analógicos) continuam indefinidos. Parece certo que nenhuma versão virá com o middleware Ginga, o que significa que não teremos "interatividade" remota no início das transmissões.

Cada fabricante deve lançar mais de um modelo: a Semp Toshiba, por exemplo, terá um set-top box que custará em torno de R$ 700 (apenas para melhorar a imagem da TV aberta) e um avançado, com recepção em alta definição e outras vantagens, que pode chegar a R$ 1000. Segundo Lourival Kiçula, presidente da Eletros (entidades de fabricantes eletroeletrônicos), "a idéia é ter um equipamento mais barato possível, mas as boas surpresas devem ocorrer só após o quinto ou sexto ano de produção", ao contrário das previsões otimistas vindas do Ministério das Comunicações.

Enquanto isso, as lojas estão desovando em promoções aparelhos de plasma e LCD com resolução abaixo da prevista para a TV Digital. São "barganhas" de R$3.000 a R$4.000 que rapidamente estão obsoletas frente à TV Full HD, relata matéria do Valor Econômico.

Daniel Castro, colunista da FSP, em podcast (arquivo mp3) publicado nesta terça, relata uma sessão especial, em alta definição, do primeiro capítulo da novela Duas Caras e discute como a imagem detalhada vai dar muita dor de cabeça aos maquiadores e atores com rugas que os softwares já não conseguem disfarçar...

Tendências de comunicação com jovens

Estudo apresentado nesta terça pelo núcleo jovem da Editora Abril em um evento no Ibmec São Paulo aponta sete ações eficientes para o jovem contemporâneo:

- ig Game: conceitos de jogos eletrônicos são adaptados para acontecer nas ruas de uma cidade.

- Nanoconteúdos: Filmes, sites ou textos bastante curtos (qualquer relação com o microblogging não será coincidência).

- Big Seed Marketing: tendência de se comunicar com o jovem através de redes de relacionamentos, como o Orkut.

- Mob Maps: informações pessoais de jovens, postadas por eles na internet, passam a ser usadas para a criação de uma estratégia de comunicação com este público.

- Creative Commons: empresas e consumidores disponibilizando conteúdo através na licença, facilitando a apropriação uns pelos outros.

- Ficção Caótica: no qual a reunião de público em torno de uma história pode produzir uma inteligência ainda maior para a divulgar o produto.

- Alternate Reality Games (ARG): narrativas que se espalham por diversas mídias, fazem uso da inteligência coletiva e precisam lidar com conteúdos produzidos pelos fãs.

Veja as explicações completas no site da meio&mensagem.

terça-feira, outubro 02, 2007

EUA: Infografia ajuda a decidir voto


A infografia "Play the Candidate Match Game", do USA Today, convida os eleitores a responder uma pesquisa sobre os temas predominantes na campanha eleitoral (Guerra do Iraque, Aquecimento Global, casais do mesmo sexo, imigração etc) e aponta dos pré-candidatos mais afins às suas opiniões.

Como disse o André Deak (que deu a dica), trata-se uma infografia "com foco no cidadão".

(Pouco afeito à política interna dos EUA, me surpreendi "votando" em um republicano...)

segunda-feira, outubro 01, 2007

(BH) Vaga Webdesigner

Um "amigo de um amigo" está precisando de um webdesigner com dois anos de experiência.

O salário é de R$2000. Este valor fora passado pela fonte que divulgou a vaga. De acordo com o responsável, "é negociado de acordo com a experiência do candidato e os interessados devem cadastrar currículo e portfolio pelo site www.studiosol.com.br"

Noticiabilidade discutida ao vivo em Portugal

O que é mais importante em um telejornal: uma inserção ao vivo de um repórter sobre a chegada no aeroporto de um técnico de futebol ou a entrevista em estúdio com um político convidado?

Discontente com a interrupção de sua participação, o português Santana Lopes se reduza a continuar a entrevista para o canal Sic Notícias.

Será que algum político brasileiro teria coragem de peitar assim um canal de TV?



Outro episódio do gênero foi protagonizado pela âncora da rede norte-americana
MSNBC, Mika Brzezinski, que se recusou a apresentar uma notícia sobre Paris Hilton e chegou a rasgar papéis e levantar-se da cadeira.



Particularmente, acho o vídeo português muito mais intenso, chegando a ser constrangedor.

Via Jornalismo e Comunicação

quarta-feira, setembro 26, 2007

(BH) Curso Tipocracia

Voltado para estudantes e profissionais de design e comunicação, o Tipocracia: curso introdutório mostra a importância da tipografia através da estrutura dos tipos, história dos sistemas de impressão e comparação de fontes clássicas, assim como introduz os participantes ao desenho de letras para texto.

Em Belo Horizonte, o curso será de 03 a 05 de outubro (quarta a sexta), das 19h às 22h, na UEMG. Mais

domingo, setembro 23, 2007

(BH) Festival de Arte Digital



A primeira edição do Festival de Arte Digital (FAD) vai ocupar durante mais de 12 horas o Espaço Cultural Funarte - Casa do Conde, em BH.

No sábado, dia 29 de setembro, das 14h às 03h da madrugada de domingo, acontecem oficinas, debates, exposições, instalações e performances de VJs, com entrada franca.

Entre as atrações, um inusitado Concerto para Harpa e Notebook (pelo link dá pra ouviu ou baixar os arquivos MP3). Outro que dará as caras por lá é o FRabelo, responsável por uma das instalações.

sexta-feira, setembro 21, 2007

20 Palavras: quando menos é mais

Em tempos de pressa e microblogging, uma iniciativa interessante vem da Argentina: notícias de curtas compõem o 20 Palavras, atualizado por dispositivos móveis (dica do Coluna Extra).

Curioso: o excesso foi tema de uma citação garimpada por Manoel Pinto e pauta as leis da simplicidade (traduzidas pelo Intermezzo).

(Já estourei minhas 20 palavras. E estou atrasado...)

quarta-feira, setembro 19, 2007

Yahoo Mash: convites e primeiras impressões

Estou testando o site de rede social do Yahoo, o Mash, lançado há alguns dias.

A primeira impressão é a mesma dos blogueiros brasileiros: ao menos por enquanto, é uma versão piorada do Facebook.

O site permite personalização da interface, dos módulos de notícias e serviços, escrever no lista de visitas etc, mas peca ao não investir na integração com os serviços do portal, como o Flickr e o próprio e-mail.

Por se tratar de um beta bem inicial, tem vários bugs. Tentei várias vezes importar a lista de contatos de meus webmails, mas não consegui completar a operação. Deixei pra lá.

Apesar dos comentários negativos, vale entrar pra conhecer.
Só pedir que envio um convite (obrigado pelo meu, Chá Quente).

terça-feira, setembro 18, 2007

Posts recomendados

Tirando o atraso de dias (ou semanas) na leitura dos feeds acadêmicos, recomendo a leitura de alguns posts:

- Raquel Recuero discute a bola da vez entre os sites de redes sociais: O Facebook vai dominar o mundo?

- André Lemos critica o uso restrito do celular em três programas da TV por assinatura: "Gordo Viaja", "Retrato Celular" e "11 Câmeras": Déjà Vu, infantilização da Cultura e "Cadê o Celular?

- Luli Radfahrer decreta a superação do correio eletrônico e me anima descadastra-me de vez de todas as newsletters que assino: e-mail não é mais a mensagem.

Links for 2007-09-17 [del.icio.us]

segunda-feira, setembro 17, 2007

Site monitora presidenciáveis dos EUA na Web


O prêmio para inovações em jornalismo do Instituto Knight-Batten, nos EUA, acaba de divulga seus vencedores: o primeiro colocado é o site techPresident.com, que monitora o que se fala e o que se lê sobre os presidenciáveis norte-americanos. O acompanhamento vai do número de amigos em redes sociais on-line à exibição de vídeos no YouTube, passando pela atualização dos artigos da Wikipédia, fotos do Flickr etc

Realmente muito interessante.

Veja também a lista completa de premiados nas diversas categoriais (Multimídia, Google Maps e Citizen Media, entre outros).


Comentário em blog, indenização por danos morais

“o cara escreve em revista de mulher pelada, só faz entrevista de oba-oba, é, então, naturalmente mandado embora, como de todos os outros empregos anteriores, e quer ser levado a sério??!!”

O comentário acima, publicado por um leitor no blog de Milton Neves a cerca do também jornalista Juca Kfouri, está rendendo uma grande dor de cabeça ao apresentador. Segundo decisão da 26ª Vara Cível de São Paulo, Neves deve indenizar Kfouri em R$48 mil por danos morais.

O visitante escreveu ainda que Kfouri responde por “trocentas” ações na Justiça e “já foi processado até mesmo por falta de pagamento de pensão alimentícia a menor”, além de acusá-lo de cobrar para publicar entrevistas quando foi editor da revista Playboy.

Segundo a sentença do juiz Carlos Eduardo Borges Fantacini, "pouco importa que o réu não seja o autor do primeiro artigo, pois é responsável por sua divulgação. (...) Ao manter no ar o artigo “E agora, José?”, de autoria de Edgard Soares (fls. 19/20), evidente a intenção do réu em denegrir publicamente a imagem do autor" (sentença completa no site Consultor Jurídico).

Juca diz que vai doar o valor à ONG Transparência Brasil.
Milton Neves, que nada comentou em seu blog, vai recorrer da decisão.

quarta-feira, setembro 12, 2007

Último Segundo publica manual de redação para web

O canal de notícias do IG disponibilizou para consulta o Manual de Redação do Último Segundo, que está na versão 1.2 e, segundo nota oficial, terá atualizações frequentes e uma versão interativa.
O documento apresenta os parâmetros editoriais que regem o canal, dicas de redação, edição e tratamento visual das informações.

sábado, setembro 08, 2007

Links for 2007-09-05 [del.icio.us]

  • wikirage: What's hot now on wikipedia
    This site lists the pages in Wikipedia which are receiving the most edits per unique editor over various periods of time. Popular people in the news, the latest fads, and the hottest video games can be quickly identified by monitoring this social phenomen

terça-feira, setembro 04, 2007

(BH) Oi Cabeça em setembro

Links for 2007-09-03 [del.icio.us]

  • Conectado - Sobre o livro | Não Zero
    O que está por trás de fenômenos como blogs, Wikipedia, YouTube, MSN e Orkut? Conectado mostra o que são e como funcionam sites e softwares colaborativos, descreve a rotina de criação e manutenção de comunidades virtuais e apresenta os projetos ma
  • Página principal - Blogosferawiki
    Neste wiki nós postaremos conteúdo sobre blogs. A idéia é que cada um de nós colabore sobre o assunto que conhece. Por exemplo, se alguém sabe bastante sobre SEO, escreveria lá um artigo sobre o assunto.

segunda-feira, setembro 03, 2007

Já volto

Nos últimos e próximos dias estou por conta de pedreiros, marceneiros, vidraceiros e afins.

De casa nova, em breve volto a postar.

segunda-feira, agosto 27, 2007

Herdeiro do Estadão e a mídia de hoje

Rodrigo Lara Mesquita, bisneto de Julio Mesquita, fundador d'O Estado de S. Paulo, analisa a história do jornal à luz dos avanços do século XX e das mudanças sociais. Opina sobre a polêmica com os blogueiros: "dou-me o direito de acreditar que os gestores do Estadão pisaram na bola sem querer. Ou, talvez, por falta de informação".

Via Blog do GJOL
P.S.: curioso, mas pouco representativo o título do vídeo: De Gutemberg a McLuhan

Áudio-conteúdos a bom preço

Com a popularização dos mp3 players (e dos pen drives), cada vez mais escutaremos audiobooks ou outros "conteúdos falados" durante os delocamentos de carro, ônibus, a pé, no supermercado, na ginástica etc.

No site da Universidade Falada, é possível comprar diferentes arquivos mp3 ou CD para entrega em casa. A Introdução ao Mundo dos Vinhos, por exemplo, custam R$3,95 cada uma das duas partes.

Interessante, vale acompanhar.

terça-feira, agosto 21, 2007

(BH) Linguagem e Tecnologia

Carla Viana Coscarelli (UFMG) e Antônio Carlos Xavier (UFPE) são os convidados da edição de agosto do Ciclo de Estudos Contemporâneos em Língua Portuguesa 2007. Na sexta e sábado, dias 24 e 25 de agosto, eles ministram curso sobre letramento digital, hipertexto e políticas de inclusão digital.

O evento, que acontece na Academia Livros & Letras, conta ainda com a participação de Elisângela Dias Menezes, que falará sobre Direitos Autorais na Internet.

segunda-feira, agosto 20, 2007

Links for 2007-08-19 [del.icio.us]


  • The Future of Software
    The future of software builds on a web of people and computational power beyond what we could imagine even ten years ago. You can see it already: software is increasingly collective, connected, cyborg, closed and open, composed, choreographed, and cogniza

domingo, agosto 19, 2007

Wikipédia no acidente do Vôo TAM 3054

Atualização em 01/09/08 - esta palestra foi ampliada para um artigo acadêmico, apresentado no 31º Congresso da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom): Wikipédia como espaço de interações e a redação coletiva de artigos sobre o vôo TAM 3054 (PDF).

Grandes tragédias têm sido ocasiões especiais para verificarmos os potenciais da produção colaborativa de conteúdos. Desde o 11/09, passando pelos atentados aos metrôs de Londres e Madri, Tsunami, a apuração e publicação de informações por "pessoas comuns" fizeram a diferença.

No caso do acidente no aeroporto de Congonhas , em SP, a Wikipédia mostrou sua força. Na primeira hora, foram registradas 53 contribuições ao artigo Vôo TAM 3054, "inaugurado" 1h40 após a tragédia. Em 3 horas, 150; em 12 horas, 250 alterações.

Os slides abaixo, apresentados no IV Seminário de Cibercultura e Convergência Digital, trazem um estudo de caso sobre a construção do texto deste artigo, além de uma breve apresentação sobre wiki e web 2.0. Em seguida, algumas observações e links interessantes:


Como esperado, em grande parte as informações acrescentadas nos "wiki-artigos" relacionados com o acidente tiveram como fonte de informação a grande imprensa. O número de passageiros e de mortos, por exemplo, foram atualizados de acordo com a divulgação pelas autoridades através dos MCM.

Chamou-me atenção o processo de negociação entre os wikipedistas pela publicação ou não de uma informação ainda não totalmente confirmada. Por exemplo, a causa do acidente, apontada às 20h57 (horário de Brasília) como "aquaplanagem", foi alterada às 22h10 por "desconhecida".

A "disputa" mais intensa deu-se em torno do artigo sobre o deputado federal Júlio Redecker. Um resumo da agência Reuters, baseado na fala do seu chefe de gabinete, divulgou que o deputado gaúcho estava no vôo, e imediatamente ganhou os portais noticiosos, como o G1. (Para outras informações sobre os destaques dos portais, visite o post do Intermezzo A cobertura online nas primeiras horas).

Na Wikipédia, foi travada uma dura discussão sobre a veracidade ou não da informação, já que não havia confirmação oficial. A disputa levou ao bloqueio de edições do artigo sobre deputado por um administrador, o que causou indiginação de alguns wikipedistas. Somente após a confirmação oficial pelo PSDB e pelo governador de SP a edição foi liberada.

Enquanto para os grandes veículos o despacho de agência baseado na fala de um assessor do deputado significou a publicação imediata da "quase-notícia", na Wikipédia o rigor pela precisão da informação adiou sua publicação definitiva por quase 4 horas.

Breve conclusão: embora baseados nas informações divulgadas pela imprensa tradicional (inclua aqui os portais), os wikipedistas atuaram como novos filtros para a públicação das informações, dando à Wikipédia uma dinâmica mais lenta, conflituosa e rigorosa que a maioria dos veículos. Neste caso, a falta de cuidado em aguardar a confirmação da informação não ocasionou um erro da imprensa, mas, como relatou Alex Primo no post Acidente Aéreo e Jornalístico, não teve a mesma "sorte" o repórter d'O Globo que noticiou erroneamente a morte de um professor de Comunicação da UNB, confundido-o com um homônimo.

Por fim, vale citar a crise de identidade pela qual a Wikipédia passa em situações como essa. Concebida como uma enciclopédia (fonte de informação que ignora o factual), acabou engolindo o Wikinews e se tornando uma experiência colaborativa que ultrapassa as fronteiras dos gêneros textuais.

Quando o usuário Rafael Max ressaltou a instantaneidade da Wikipédia ("Os caras da wiki não perdem tempo! Rapidinho já tem um artigo sobre o ocorrido, e o pior é que tem páginas em outras línguas") e outro comunicou que "O NOSSO artigo virou notícia no portal de notícias da G1 da Rede Globo de Televisão", o wikipedista Jo Lorib logo ponderou:
Menos, pessoal, menos. Sem euforia só por que saiu notinha na Globo ou fizeram um artigo, afinal aqui ainda é uma enciclopédia

Atualização em 20/08 - Os áudios das palestras deste primeiro dia estão disponíveis para download no Ponto Eletrônico.

sábado, agosto 18, 2007

Zeitgeist em mapas

Para John Battelle, autor do livro A Busca, o hábito de procurar "tudo" via Google e afins "está construindo possivelmente o mais duradouto, forte e significativo artefato cultural da história da espécie humana”.

Ciente disso, o Google manteve durante anos o Zeitgeist ("espírito do tempo", em alemão), que mais que um ranking das palavras mais buscadas no mundo, trazia um panorama interessantíssimo sobre os interesses das pessoas conectadas, inclusive país a país (sem muitas explicações o serviço parou de ser atualizado em maio de 2007 e deu lugar ao Hot Trends, que traz apenas as buscas diárias nos EUA).

Pois bem: o instituto alemão (?) Incom criou mapas no melhor estilo tag cloud com as palavras mais procuradas por continente. Abaixo as consultas feitas ao "oráculo" na América do Norte:



Pelo pouquíssimo que deu pra entender do site, eles também vendem posters.

Dica do blog Planta Baixa.

segunda-feira, agosto 13, 2007

(BH) Audiências Prêmio Aberje

As audiências públicas do Prêmio Aberje 2007 (região Minas Gerais e Centro-Oeste) acontecem nesta terça e quarta, dias 28 e 29/08, na Faculdade Estácio de Sá.

Trata-se uma ótima oportunidade de conhecer conceitos de cases de comunicação empresarial de empresas de diferentes portes e ramos de atuação. Não é necessário inscrever-se.

(BH) IV Seminário de Cibercultura e Convergência Digital


O evento acontece de 20 a 22 de agosto (segunda a quarta) no Auditório 309 da Fumec (prédio FCH). Começa às 9h20 e segue até 11h. Faça sua inscrição.

Como o horário é ingrato para a maioria (quer dizer, a maioria sequer está em BH), prometo postar aqui o material que estou preparando a minha palestra. Terei a árdua tarefa de abrir o seminário (e acordar a turma de alunos após o fim de semana...).

Valeu pelo convite, JR.

Programação:

Dia 20

Produção colaborativa de conteúdos em sistemas wiki

Carlos D´Andrea

Tecnologias móveis: informação e interação em novo espaço de fluxos

Camila Mantovani

Dia 21

Desafios sociais da digitalização das comunicações

Adilson Cabral

Colaboração e arquitetura de participação em ambientes digitais corporativos

Alessandra Nahra Leal

Dia 22

Comunicação intercultural e fluxos informacionais: dispositivos técnicos, interações e interfaces
Maria Aparecida Moura

A História é um jogo?: games, juventude e aprendizagens em História

Eucídio Arruda


sexta-feira, agosto 10, 2007

(BH) 1º Seminário sobre TV Pública na Era Digital

A Rede Minas promove nesta segunda-feira, dia 13 de agosto, um encontro com o jornalista Nelson Hoineff, presidente do Instituto de Estudos de Televisão. É o primeiro de uma série mensal que a emissora pretende organizar.

Mais informações e inscrições.

(BH) Aviso aos visitantes

A maioria dos visitantes deste blog (segundo o Google Analytics) vem de diferentes cidades brasileiras e de países como Portugal, EUA e Inglaterra, entre outros.

Apesar disso, tenho publicado com frequência crescente informações de interesse local, mais especificamente notícias e eventos de Belo Horizonte, onde resido. Tratam-se dos meus dois centavos de contribuição para o "hiperlocalismo", tendência em que acredito bastante.

Tentando agradar a gregos e troianos, portanto, passarei a acrescentar (BH) nos títulos de posts de interesse local, facilitando a leitura principalmente de quem acompanha o blog via RSS.

Links for 2007-08-09 [del.icio.us]


quarta-feira, agosto 08, 2007

Pluralização no jornalismo participativo

Marcelo träsel, no blog m a r t e l a d a, divulga a publicação de sua dissertação de mestrado pela UFRGS: A pluralização no webjornalismo participativo: uma análise das intervenções no Wikinews e no Kuro5hin (pdf, 271 páginas).

Li e recomendo.

Primeiro porque é umas das raras pesquisas acadêmicas sobre produção colaborativa na web. O objetivo principal do trabalho foi verificar se a participação do público nas duas plataformas de jornalismo participativo resulta numa pluralização do processo de produção jornalístico.

Os dados finais são muito interessantes: grande parte das contribuições analisadas contribui para um enriquecimento do conteúdo jornalístico, ainda que poucas pessoas sejam responsáveis por boa parte das interferências.

Outro motivo para leitura é a revisão bibliográfica. Chamou-me atenção especialmente o conceito de gatewatching, em oposição à idéia de gatekeeper tradicionamente estudada nas teorias do jornalismo.

Atribuído a Axel Bruns, autor do livro “Gatewatching: Collaborative Online News Production”, gatewatching significa uma mudança na dinâmica de filtros que determinam o que é e o que não é notícia. Se antes os jornalistas trabalhavam como "leões-de-chácara" das informações, determinando o que chegaria ou não até o público, cada vez mais este poder é relativizado por inúmeras pessoas que passam também a atuar como editores, ajudando selecionar conteúdos a partir da imprensa tradicional.

Em sites como Wikinews, aponta Träsel, este processo é especialmente importante, já que grande parte das matérias são baseadas em informações elaboradas por jornalistas, mas a sua reconstrução no ambiente wiki significa um novo e mais democratico processo de edição.

Links for 2007-08-07 [del.icio.us]




segunda-feira, agosto 06, 2007

Cobertura Multimídia 2


Lembra da cobertura multimidia do Festival de Inverno da Savassi?

Pois é, rendeu duas novidades:

1) O artigo Notas de uma cobertura multimídia (com estudantes), publicado no site Jornalistas da Web, onde faço um breve relato e reflexão sobre a experiência (valeu pelo convite, Mário).

2) Acabou neste domingo a cobertura do Savassi Jazz Festival. A equipe vai editar os vídeos, áudios e fotos ao longo da semana e em breve apresento o resultado por aqui.

Atualização em 10/08 - o artigo foi reproduzido no Comunique-se, que bacana!

sábado, agosto 04, 2007

Links for 2007-08-03 [del.icio.us]


sexta-feira, agosto 03, 2007

Paciência ao assinar via Abril

Leitor constante da revista Piauí desde seu lançamento, decidi enfim assiná-la.

Certamente por causa da estrutura comercial enxuta, os donos da publicação terceirizaram a gestão das assinaturas com a maior editora do país, a Abril.

Fui no site Assine Abril, preenchi o cadastro (cuidado, não funciona com Firefox), escolhi a forma de pagamento que me interessava (boleto bancário) e fui surpreendido com os seguintes dizeres ao final:

Atenção: Você receberá em 15 dias uma mensagem eletrônica no e-mail, contendo o link para acesso ao boleto. Caso você não visualize o boleto em até 4 dias, o mesmo será enviado pelos Correios automaticamente.

E outra: a revista pode demorar até 6 semanas para chegar à minha casa.

15 dias para enviar um boleto bancário por e-mail?
Em que circustância receberei o boleto pelo correio? Não entendi.
E devo esperar duas edições para receber um exemplar da revista?

Será que todas as revistas da Abril demoram tanto ou é um "brinde" para parceiros como Piauí?

Depois reclamam que as publicações têm dificuldade de se viabilizar...

quinta-feira, agosto 02, 2007

Links for 2007-08-01 [del.icio.us]


  • Boing Boing: Books shaped like cigarettes
    Tank is launching a series of books designed to mimic cigarette packs – the same size, packaged in flip-top cartons with silver foil wrapping and sealed in cellophane.

quarta-feira, agosto 01, 2007

A batalha das fotos compartilhadas

Alguma dúvida de que o Flickr é uma opção melhor que os Fotologs?

Então assista ao vídeo a la Street Fighting produzidos pelos alunos do curso de Comunicação Digital da Unisinos.



WEBFIGHT 2.0 from Comunicação Digital and Vimeo.

Links for 2007-07-31 [del.icio.us]


  • FENAJ - O fim do Diário da Tarde, 77 anos depois
    A decisão pelo fechamento do Diário da Tarde foi tomada após uma série de medidas e ações equivocadas da atual diretoria da SA Estado de Minas, empresa que controla os negócios dos Associados em Minas Gerais, entre eles os jornais Estado de Minas e
  • CULTURA E MERCADO - O futuro do CD
    O avanço da tecnologia digital tem colocado de cabelos em pé a indústria fonográfica e ao mesmo tempo torna cada vez mais incerto o destino dos CDs, tão novos e já tão obsoletos. Outra incógnita é quanto ao formato do mercado musical. O futuro ab

terça-feira, julho 31, 2007

Identidade da Wikipedia

João Pedro, do blog Engrenagem, postou um artigo bem interessante sobre os caminhos e descaminhos do site mais emblemático da web2.0: Wikipedia: Um problema de identidade, originalmente publicado no diário Público, de Portugal.

Como comentei lá, discordo apenas de uma colocação: "Um dos problemas é que a Wikipédia não é uma enciclopédia no sentido que o senso comum dá ao termo". Isso talvez seja um problema para quem está acostumado a usar a enciclopédia como fonte "suprema" do saber, mas, para a dinâmica da internet, é um diferencial e tanto, pois rompe os limites entre banco de dados, conteúdo jornalístico, links etc... Cada vez é mais difícil classificar os gêneros textuais, e isso é interessantíssimo!

Dois links complementares em português sobre o tema:

Wikipédia - A enciclopédia não tão livre...
Observatório da Imprensa - Usuários transformam a Wikipédia num megajornal

segunda-feira, julho 30, 2007

sexta-feira, julho 20, 2007

Artigo Estratégias de produção e organização de informações na web

Interrompemos os primeiros cinco minutos de tentativa de férias para um "mershan do bem":

está no ar o v. 35 da revista Ciência da Informação, publicada pelo IBICT/UFRJ. Entre os artigos selecionados, está Estratégias de produção e organização de informações na web: conceitos para a análise de documentos na internet, de minha autoria.

Trata-se da adaptação de um dos capítulos de minha dissertação na ECI/UFMG, Estratégias de Organização e Produção de Informações na WWW: uma análise de sites turísticos, orientada por Beatriz Cendón e co-orientadora por Maria Aparecida Moura.

Como é minha primeira publicação em uma revista Qualis A Nacional, há motivo para orgulho, ainda mais depois de ter recebido 4 exemplares impressos da edição.

Às férias, então.