quinta-feira, setembro 28, 2006

Papel com dias contados

Além do avanço tecnológico, o custo, associado à crescente diminuiçao de leitores, causará o fim dos impressos - é o que diz o magnata Arnaud Lagardère, maior editor de revistas do mundo.

"Em entrevista ao semanário Journal du Dimanche (17/9), o riquíssimo industrial francês sustentou que a imprensa diária tem dez anos diante de si. Mais uma década e os atuais jornais impressos desaparecerão. A tinta e a textura do papel ficarão para publicações mais sofisticadas, de periodicidade semanal ou mensal, como as da imprensa feminina, de decoração ou automobilística.", diz trecho da matéria reproduzida no Observatório da Imprensa.


segunda-feira, setembro 25, 2006

China next generation Internet

Rede das redes, a internet parece sobreviver sobre uma tênue linha de equilíbrio que a qualquer momento pode ser rompida por interesses políticos ou econômicos.

A matéria "Future of the Internet begins to take shape", do jornal China Daily, apresenta a intenção deste país de desenvolver a chamada CERNET2, uma rede baseada no protocolo IP com potencial de substituir a internet naquele país. A rigor, a rede já existe, mas limita-se ao uso acadêmico (não por acaso, a internet começou assim).

O argumento oficial para o investimento no projeto "China next generation Internet" é a futura insuficiência de protocolos IP para a bilhonária população chinesa. Além disso, a predominância da atual rede mundial está nas mãos do governo e empresas dos EUA, seja na adminstração de domínios, seja na propriedade da infra-estrutura primária.

Não é difícil captar, no entanto, a intenção de construir uma rede paralela de uso restrito para controlar o tráfego de informações consideradas "subversivas".

Vamos aguardar os próximos passos.

Para mais, ver matéria do Estadão ou do China Daily, em inglês ;)

domingo, setembro 17, 2006

Os chineses, esses invasores!

Carro para mim nada mais é que um meio de transporte.

Isso me faz um leitor bastante temporão de cadernos de veículos de jornais ou qualquer coisa do gênero.

Nao sei se os tais carros chineses que chegam ao Brasil são bons ou não, mas assusta a demonização já instaurada pela imprensa mineira.

Box retirado agora do portal UAI:


A foto é apelativa e a matéria pouco esclarecedora.

O site é de serviços, mas o conteúdo, "jornalístico".

E não entendi o chapéu Sopa no mel para a matéria do novo carro da Fiat (sediada em Betim, é bom lembrar).

São tantas as ambigüidades...

quinta-feira, setembro 14, 2006

Audiência integrada de jornais

Jornais são bem sucedidos ao extender sua audiência para a internet: o título resume os resultados de uma pesquisa (arquivo pdf) realizada nos EUA.

Ao contrário das previsões pessimistas, os dados indicam que os jornais, mesmo que percam (deixem de ganhar) leitores em suas versões impressas, conquistam cada vez mais leitores exclusivamente online, ou ainda leitores "integrados", aqueles que utilizam os dois suportes de forma complementar.

Isso quer dizer que, ainda que definitivamente estes novos leitores não tenham apego ao papel, permanece a credibilidade nas tradicionais instituições jornalísticas.

Enquando se especula sobre o fim dos impressos, resta perguntar: afinal, o que importa: o leitor ou o suporte?

O desafio continua sendo encontrar o modelo de negócios.

Dica da pesquisa veio do Intermezzo.

domingo, setembro 10, 2006

11/9

Dois links para esta segunda:

- Um novo estado do mundo - artigo de Ignacio Ramonet
- The 9/11 report - uma adaptação em quadrinhos do relatório oficial sobre os atentados.

Candidato spamzeiro

Lembro do cidadão envolvido (membro, não acusado) na CPI dos Correios.
Não sou do Paraná.
Nunca me cadastrei em qualquer site ligado a Alvaro Dias ou seu partido.

Gostaria de saber porque recebi o e-mail abaixo:


Não é um scan.
Portanto este cidadão e sua equipe são spammers.

Gostaria de ser do Paraná para não votar nele.

Atualização em 21/09: o colega Bruno Lemes, na lista do intermezzo, descobriu que o senador é relator de um projeto de lei que revê a punição para... spammers... Seu relatório recomenda que "o remetente de mensagens comerciais só pode enviá-las (as mensagens) a destinatários que tenham previamente consentido em recebê-las" (a reportagem está no Infoguerra).

quarta-feira, setembro 06, 2006

Aécio e a imprensa de MG - a briga está na rede

Quem é da área de comunicação em BH já ouviu falar e não pode negar: nos últimos anos o governo de Minas Gerais estaria exercendo forte pressão sobre os veículos da grande imprensa para barrar matérias prejudiciais à imagem do governo e do governador Aécio Neves.

Denúncias de imagens censuradas, boas pautas engavetadas, textos cortados por editores ou donos de jornais são recorrentes em qualquer conversa que envolva dois ou mais profissionais de redação.

Entre insinuações e o medo de represália que evitavam maiores repercussões, o assunto voltou à tona em matéria publicada no domingo 17/08 pelo jornal Folha de S. Paulo. Entre denúncias de maquiagem de contas no "choque de gestão", a reportagem (reproduzida aqui) cita os abusos de que imprensa local estaria sendo alvo. Não por coincidência, a matéria foi publicada dias antes da sabatina do governador e candidato à reeleição, que defendeu-se lembrando a falta de denúncias também contra a prefeitura de BH, comandada há 12 anos pelo PT.

Citado na FSP, o vídeo Liberdade, Essa Palavra ganhou notoriedade na última semana, após publicaçao no You Tube (parte 1 e 2). Realizado como projeto de conclusão de curso do aluno de jornalismo da UFMG Marcelo Baêta, o documentário traz depoimentos de jornalistas que, em situações tão diferentes como a cobertura de um treino do time do Cruzeiro e a denúncia de uso de drogas no centro de BH, teriam sido vítimas da mão de ferro da equipe do governador.

Surpreende agora a publicação pela equipe de campanha de Aécio de um vídeo resposta (parte 1 e 2), que acusa Liberdade... de ediçao tendenciosa e uso político dos depoimentos, além de explorar a "boa fé dos (jornalistas) que estão começando". No site oficial, Baêta se defende e apresenta mais informações.

Pergunto:

Algum dia os depoentes do vídeo Liberdade... imaginaram que, independente da edição, suas falas não teriam repercussão política?

O fato de não haver denúncias contra a prefeitura de BH significa que MG é o exemplo de honestidade e transparência polìtica ou que nossos veículos estariam ainda mais intimidados (comprometidos?) com o poder?

segunda-feira, setembro 04, 2006

Cibersociedad

Com o mote "Conocimiento abierto, sociedad libre" acontece em novembro e dezembro o III Congreso ONLINE del Observatorio para la Sociedad. Como nas edições anteriores, os pesquisadores discutirão via internet as propostas enviadas a um dos cinco Grupos de Trabalho que norteiam o evento.

As inscrições de artigos vão até 15 de outubro.