terça-feira, agosto 30, 2005

Nem apocaliptico, nem integrado

Os quatro autores estudados nas últimas semanas têm visões bem marcadas sobre os impactos que as Novas Mídias têm causado para a sociedade atual. Baudrillard e Virilio são pessimistas (embora recusem este rótulo) perante nossa excessiva e crescente dependência dos artefatos digitais, enquanto Lévy e Negroponte privilegiam os ganhos sociais e econômicos que conquistamos com as recentes inovações tecnológicas.

Não por acaso o confronto entre estes autores revive uma velha polêmica que ronda a comunicação: a disputa entre Apocalípticos e Integrados, que, segundo Umberto Eco, armam-se de vários argumentos para, respectivamente, atacar e defender a cultura de massa. Essa velha polêmica parece longe de acabar.

Manuel Castells, o próximo autor que estudaremos, está distante desta briga. No texto "Internet e Sociedade em Rede", ele afirma que a internet inspirou "uma extraordinária mitologia" elaborada por sociólogos pós-modernos, futurólogos e jornalistas pouco informados, mas prefere analisar a partir de pesquisas atuais. "Jamais faço previsões", resume.

terça-feira, agosto 23, 2005

Compartilhando os trabalhos

Como não se interessar por um projeto ativo em cerca de 100 línguas, que conta com centenas de milhares de colaboradores voluntários (quase sempre anônimos) e já é a maior enciclopédia do mundo?

Em algumas aulas citamos a Wikipedia para ilustrar discussões sobre a possível emergência de uma cultura mais colaborativa baseada nas Novas Mídias, e alguns grupos usaram-na como fonte de pesquisa para o trabalho sobre os quatro autores lidos nesta unidade.

Pois bem, chegou nossa hora de retribuir: a proposta que cada grupo atualize verbetes da Wikipedia com o material produzido nas aulas.

Para isso, acesse as páginas dos verbetes sobre Jean Baudrillard, Nicholas Negroponte, Paul Virilio e Pierre Lévy.

O que fazer?
Leia o texto atual e veja como pode melhorá-lo. Comece-o caso não exista, substitua informações que estiverem erradas, iniciem ou atualizem verbetes relacionados ao universo do autor, coloquem links para outros verbetes.

Para orientar os colaboradores, existe um livro de estilo. Confira também as dicas para inserir tópicos, links e usar outros recursos de navegação na edição do texto,

Curioso em saber mais sobre a Wikipedia? O próprio site tem muitas informações. Recomendo também a leitura da reportagem Wiki: uma enciclopédia feita por nós, publicada no Link Estadão.

domingo, agosto 21, 2005

+ links e dicas

Temos três novos links enviados por alunos (testados e aprovados por mim):

- a Denise Flores, da turma de Cinema, indica o Cinema e Poesia, onde temos acesso a vários vídeos com experimentações de linguagem.
- Estação da Propaganga, mantido pela agência DPTO, e o blog BrainStorm #9 são duas dicas do Thiago Carmona (3º período PP noite). Valem a visita, com certeza.

Deixo também recomendações:

O Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, junto com a Siemens, está promovendo o MicroMovie Award, que reúne 50 curtas-metragens de até 90 segundos gravados com a câmera do celular. Assista-os online e vote no melhor...

Notícias quentes direto da Faixa de Gaza, onde acontece a desocupação dos territórios ocupados por judeus? Acompanhe pelo blog Terra Estranha, da jornalista Daniela Kresch.

terça-feira, agosto 16, 2005

Mcluhan e as Novas Mídias

A fase eletrônica da comunicação a que Mcluhan se refere diz respeito aos Meios de Comunicação de Massa típicos do século XX, com destaque para a TV e o rádio.

É um interessante imaginarmos como ele reagiria às Novas Mídias, que na virada do século trouxeram grandes novidades ao processo de comunicação, como a facilidade de produção e publicação de informações e a possibilidade de interação entre usuários, independente de sua localização geográfica.

Algumas especulações:

- Finalmente, com suporte da internet, a Aldeia Global estaria implementada? Vale a pena ler um texto escrito em 1993 (e encontrado pelo aluno Thiago Salamim).

- Dentro da classificação proposta, seria a internet um meio quente ou um meio frio? Lembremos que ela explora mais de um de nossos sentidos e exige sempre interação e atenção durante o uso...

- Será que estamos novamente baseados na cultura escrita (como na Galáxia de Gutemberg) ou nos caminhamos para uma cultura multimídia?

segunda-feira, agosto 15, 2005

Novos links

Reparem que na barra à direita temos novos links sobre as habilitações. Todos eles foram recomendados por alunos da disciplina, a saber:

- Jornalistas de Minas (site do Sindicato dos Jornalistas, dica do Fernando Zuba, 2º período de jornalismo)
- Cinema Em Cena (notícias da área) e Internet Movie Data Base (em inglês, é o maior banco de dados sobe cinema, fundamental em consultas). Ambos são dicas do Pedro, da turma de Cinema e Vídeo manhã.

Lá nos comentários do post Sobre os Links estão outros sites, que não destaquei para não inchar demais a lista.

O espírito colaborativo está começando a funcionar por aqui...

quinta-feira, agosto 11, 2005

McLuhan, um publicitário?


De todos os autores que hoje são encaixados dentro dos limites da Teoria da Comunicação, McLuhan provavelmente é o que mais se identificou com os Meios de Comunicação de Massa e os usou para divulgar suas idéias.

O mundo publicitário tem em McLuhan, ainda hoje, um de seus grandes gurus - suas frases são presença obrigatória em palestras que querem mostrar como a comunicação é decisiva para compreender a sociedade atual.

Seriam suas máximas, como "o meio é a mensagem", apenas jargões publicitários? Vale lembrar que esta frase inspirou o nome de uma importante revista sobre PP: Meio & Mensagem.

O próprio autor dá pistas sobre sua postura em mais uma frase de efeito: “I may be wrong, but I’m never in doubt.” Em bom português, "posso estar errado, mas jamais fico em dúvida".

Está aberta a polêmica...

(foto extraída do site da Universidade de Toronto, no Canadá)

quinta-feira, agosto 04, 2005

McLuhan

O primeiro autor que estudaremos em Novas Mídias viveu e escreveu sua obra muito antes da internet e demais mídias digitais. Para alguns é um visionário, um autor de vanguarda, já que propõe, na década de 60, uma visão da revolução causada pela comunicação eletrônica. Para outros, é um franco atirador, descuidado com o rigor científico e determinista ao valorizar excessivamente a influência da técnica no comportamento humano.

Controvérsias à parte, o canadense Marshall McLuhan é uma referência obrigatória na área de Comunicação e suas idéias serão um "prefácio" de nossas discussões.

Pesquisei alguns textos interessantes para iniciarmos as discussões.
Curiosamente, todos são de sites portugueses:

- Trecho do caderno McLuhan. A Escola e os Media, escrito pela professora Olga Matos, da Universidade de Lisboa (concentrem-se nas 6 primeiras páginas). Arquivo PDF.

- Textos SOBRE MARSHALL MCLUHAN e ESCOLA CANADIANA DE COMUNICAÇÃO (III), escritas pelo professor Rogério Santos, que mantém o excelente blog Indústrias Culturais.

quarta-feira, agosto 03, 2005

Sobre os links

Turmas,

reparem que à direita do blog está uma lista de links de interesse das habilitações de área de Comunicação e da nossa disciplina. São cinco dicas por habilitação, organizadas em ordem alfabética. Para escolher os sites, usei dois critérios básicos: ser uma referência na área e/ou ter ligação com os temas relativos às Novas Mídias. Reparem que alguns blogs estão junto a sites vinculados a instituições.

Informação importante, que vale para qualquer link indicado no blog daqui pra frente: não nos reponsabilizamos pelo conteúdo destes sites, ok?

Esta lista é definitiva? Como tudo na internet, não. Aguardo sugestões ( e reclamações) de vocês para mantê-la sempre completa.

terça-feira, agosto 02, 2005

Orientações gerais

O que é um weblog?

A palavra é uma junção de web + log, que significa um registro de páginas web. Foi criado como o propósito de oferecer aos usuários uma ferramenta para que eles registrassem links e informações interessantes encontradas ao navegarem pela internet. Tornou-se uma ferramenta muito popular por ser gratuita (maioria dos serviços), de fácil manuseio, permitir a interação com o público (através dos comentários) e a formação de comunidades (através da troca de links). Estima-se que hoje existam cerca de 14,2 milhões de blogs.

Mas blog não é coisa de adolescente?

Há muitos adolescentes que criam blogs para registrar seu dia-a-dia (fofocas, namoros, compras, viagens etc), como diários virtuais. Muitos jovens e adultos fazem isso também e alguns são muito interessantes. Jornalistas, tecnólogos, políticos, empresas, coletivos e toda sorte de gente e instituições também publicam blogs. Há espaço para todos, certo?

Exemplos?
Alguns brasileiros:

- Quer um ponto de vista diferente dos escãndalos políticos? Não perca o blog do jornalista Ricardo Noblat, hoje uma leitura obrigatória. Na onda do debate político, o candidato ao governo do RJ César Maia também lançou o seu.

- Um blog para divulgar uma ópera? Conheça Turandot

- Tentando não ficar para trás, o jornal O Globo convidou alguns de seus colunistas para manter blogs - veja a lista.

- Lembram-se do vampiro Boris, interpretado por Tarcísio Meira na novela O Beijo do Vampiro? Pois é, ele também tinha um blog...

Importantes exemplos em inglês:

- Executivos da GM mantêm um blog corporativo;

- Através do blog Where is Raed?, um iraquiano até então desconhecido se tornou uma das vozes mais importantes após a invasão de seu país.

Que informações serão publicadas aqui?

Informações sobre os temas tratados na disciplina, links para textos adotados e de leitura obrigatória e orientações relativas ao cronograma (datas, divisão de grupos etc), além de textos sobre novidades, eventos, artigos etc de interesse da disciplina. Estes não são de leitura obrigatória, mas recomendada.

Como os alunos devem colaborar?

Este blog será atualizado apenas pelo professor, mas os alunos podem colaborar comentando os posts (acrescentando informações e pontos de vista), enviando novidades por e-mail (será dado o crédito ao colaborador) ou mesmo enviando por e-mail notas de sua própria autoria sobre os temas (publicarei os mais interessantes). A participação não é obrigatória, mas a leitura sim. PS: Ao longo do semestre a maioria das turmas criará seus próprios blogs para registrar pesquisas e outros materiais próprios.

Vocabulário básico:

Post – bloco de informações (texto e/ou foto) publicado em um blog.
Blogueiro – responsável pela atualização do blog

Gostei, quero saber mais sobre blogs:
Que bom! Como apresentação ao tema, sugiro a leitura da matéria publicada na revista Veja em junho de 2005: Blog é coisa séria, neste link reproduzida pelo blog Tá na Tela, e o texto Blogo, logo existo, de Alexandre Inagaki, reproduzido pelo site Digestivo Cultural.

Bom semestre para todos!