domingo, julho 31, 2005

Privacidade online - Vida Pessoal

“Privacidade na internet? Esqueça isso. Você já perdeu sua privacidade para sempre”. A frase do presidente da Sun citada por Castells assusta e nos faz pensar. Os e-mails indesejados que recebemos, a exposição (muitas vezes espontânea) de detalhes pessoais na internet ou os riscos de ter o computador pessoal invadido são exemplos dos limites pouco definidos entre público e privado. O que aconteceu? Como se defender?

O artigo Privacidade da informação na internet: ausência de normalização, de Adriana Gaetner e Helena Pereira da Silva, discute o problema no Brasil, destacando a atuação do sites de Comércio Eletrônico, que possuem cada vez mais preciosos dados sobre cada um de nós.

Também recomendo o texto A Ética Comunicacional na internet, de Dênis de Moraes. Ele discute como a diferença sobre o que é permitido e o que é abuso depende da aceitação das comunidades virtuais, numa negociação que exige postura e participação de todos os membros.

Os artigos Flogs, Blogs e Orkut - Auto-exposição na Internet oferece riscos? e Sexo, traição e internet trazem interessantes argumentos da psicóloga Luciana Ruffo, do Núcleo de Pesquisa da Psicologia em Informática da PUC/SP.

Para mostrar que a internet tem sim limites impostos pela lei, a advogada Patrícia Peck aponta os Aspectos legais de blogs, comunidades e boatos.

Para não escancarar sua intimidade, cada vez mais pessoas evitam a auto-exposição, principalmente no site Orkut. Vejam a reportagem Cansados de espionagem virtual, internautas cometem orkuticídio e o relato Cometi orkuticídio.

Dicas de como se proteger e evitar problemas?

Saiba Como evitar penetras em sua festa no Orkut, veja como se proteger no site Internet Segura e visite a recém- lançada Cartilha de Segurança para internet.

Pesquisa de campo

Procurem identificar pessoas que considerem-se vítimas da exposição, voluntária ou não, de informações pessoais na internet. O que aconteceu? O problema poderia ter sido evitado? Que tipo de precauções as pessoas devem ter para não tornar-se vítimas de excessos na internet?

Nenhum comentário: